autores: Luís Peça, Fernando Alves, Susana Ferreira
Sexta-feira, 14 de Maio de 2010
Suspensão do blog

Dada a adesão do Colégio Dr. Luís Pereira da Costa a outras tecnologias Web, para divulgação da nossa informação, este blog encontra-se suspenso. Continue a acompanhar-nos através do nosso portal, em www.cdlpc.pt, e/ou siga-nos no Facebook (e torne-se fã do CDLPC).

 

 

 



publicado por alves às 16:07
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 13 de Maio de 2010
Projecto Educação para o Consumo contado em discurso directo

Estamos a realizar um trabalho no âmbito de Área de Projecto; o tema é a «Educação para o Consumo» e o subtema «A energia e o ambiente». Vamos elaborar uma apresentação em Power Point e um trabalho escrito. Já temos alguma experiência neste tipo de trabalhos, porque já os fazemos desde o início do 6.º ano de escolaridade.

        Sabias que…

Uma lata de alumínio reciclado permite poupar energia necessária para manter a televisão ligada durante 3 horas?

A nosso ver, este tema é interessante, porque dá-nos consciência de como preservar o Planeta.

António e Tiago, 6.º B

 

 

O nosso grupo está a desenvolver um trabalho sobre a poluição das águas. Nós escolhemos este subtema, porque, pela pesquisa que fizemos, verificámos que temos, no planeta, pouca água para consumo. Queremos alertar as pessoas para os estragos ambientais que o Homem está a causar nos mares, lagos e rios, pondo, assim, em risco a vida dos animais e das plantas.

Quando começámos a trabalhar com o Power Point não o sabíamos utilizar; neste momento, já conseguimos fazê-lo e construímos apresentações objectivas.

Telma e Ana, 6.º B

 

Nós começámos por ir pesquisar nos sítios que os nossos professores nos indicaram. De seguida, fomos retirar a pesquisa necessária ao desenvolvimento do nosso trabalho. Depois, pusemos a pesquisa por palavras nossas. Já fizemos o índice, a introdução e iniciámos o desenvolvimento.

Encontrámos algumas curiosidades engraçadas, como por exemplo, 5 garrafas de plástico recicladas permite fazer uma t-shirt de tamanho XL.

Diogo e Kévin, 6.º B

 

Neste período, vamos falar de recursos energéticos. Com este trabalho, descobrimos vários tipos de recursos com a biomassa e o biogás. No final, faremos uma apresentação em Power Point e um relatório escrito. Os professores deram-nos os nomes de alguns sítios para nos ajudarem a fazer o desenvolvimento dos nossos trabalhos. Para a pesquisa, utilizámos os nossos computadores e os computadores do Colégio.

Sara e Ana, 6.º B

 



publicado por alves às 15:55
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 25 de Março de 2010
Teatro José Lúcio acolhe Encontros de Teatro GPS

Os Encontros de Teatro GPS tiveram lugar no Teatro José Lúcio da Silva e, mais uma vez, deslumbraram todos aqueles que tiveram o privilégio de assistir a esta explosão de talento e entrega à arte de representar.

 

 

 

Mais uma organização megalómana do Colégio Dr. Luís Pereira da Costa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por alves às 11:04
link do post | comentar | favorito

Diário de Bordo - Viagem com destino ao CDLPC

"Oceanos" é o mote da Semana Cultural do Colégio Dr. Luís Pereira da Costa. Façamos, pois, uma viagem para conhecer todos os cantos deste continente do conhecimento.

 Diário de Bordo (24 de Março)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por alves às 10:09
link do post | comentar | favorito

Domingo, 7 de Março de 2010
Relato de uma viagem à Grécia

Olá a todos!!! Estamos longe da nossa terra, mas sempre com a escola na memória.

 

Nos últimos dois dias, temos visitado Amaliada, uma pequena cidade a 240km de Atenas. É aqui que o nosso encontro se realiza. Temos a presença de alunos e professores de vários locais da Europa (Grécia, Portugal – Leiria e Santana – Espanha, Polónia, Holanda, Turquia e Itália). A experiência tem sido muito enriquecedora. Uma situação caricata acontece com a linguagem!!! Como existe uma diversidade de línguas, e porque nem todos percebem Inglês, somos capazes de começar uma frase em espanhol, passando pelo italiano, francês e por aí além, ou seja, no fim até ficamos “gregos” com esta conjuntura!!! No entanto, no final, todos nos entendemos e muito bem.
Sentimo-nos  autênticos analfabetos quando tentamos folhear um jornal grego!!! Faz-nos lembrar aquelas pessoas que pegam no jornal só para ver as fotografias! Hoje visitámos Olímpia, o local onde ocorreram os primeiros jogos olímpicos da história, quer dizer, os primeiros jogos que posteriormente foram designados de jogos olímpicos. De Olímpia, apenas restam ruínas. Tudo foi devastado pela Natureza, como foi o caso dos aluviões e dos terramotos mas a história é bem viva e sente-se quando se atravessa toda esta área.

Uma situação engraçada é que já na altura dos primeiros jogos, se realizavam testes de doping!!! Não eram análises sanguíneas mas, garanto-vos que eram bem mais rigorosos que os actuais. Podemos afirmar que qualquer um de nós (professores e alunos), não poderíamos participar hoje!!!! Passo a explicar…os atletas, duas semanas antes dos jogos, tinham de estar no local e eram alimentados à base de azeitonas, pão e figos! Nada de carne!!! Quem fosse apanhado a comer carne ou outros alimentos seria seriamente castigado e o seu nome iria ser publicitado!!!  Percebem agora porque não poderíamos participar??? É que o jantar de ontem foi bem composto

Uma outra situação caricata prende-se com os vencedores das provas. Todos os atletas disputavam as provas sem qualquer tipo de roupa e os seus corpos eram banhados com azeite, óleos de outras plantas e areia. No caso dos atletas vencedores, as gotas de suor juntamente com os óleos, poderiam render bom dinheiro porque se acreditava que tinham poderes mágicos…


…e ainda se criticam os atletas de hoje por cobrarem os seus direitos de imagem.

 

Um abraço para todos.

P' Os professores,

Manuela Ferrão



publicado por alves às 23:43
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 5 de Março de 2010
Torneio de Basquetebol envolve mais de três centenas de alunos

O torneio 3X3, realizado no pavilhão gimnodesportivo, foi destinado a todos os alunos do colégio e teve como objectivo o apuramento de uma equipa, por escalão, que representará a escola no Compal Air interescolas. Este evento, que pretendeu promover a maior participação possível de jovens, proporcionando uma actividade desenvolvida num ambiente agradável e de franca camaradagem, contribuiu para a captação de novos “talentos” para os grupos/equipas de Desporto Escolar. Os jogos tiveram a duração de 8 minutos e foram ajuizados por professores e alunos.

Para além de o CDLPC se congratular pelo elevado número de participantes (329 alunos distribuídos em 84 equipas), enaltece a motivação, o empenho e a competitividade dos participantes e da assistência.


publicado por alves às 17:53
link do post | comentar | favorito

Domingo, 14 de Fevereiro de 2010
Alunos do 8.º ano elaboram jornal de parede

Os alunos do 8.º ano do Colégio Dr. Luís Pereira da Costa elaboraram, nas aulas de Ciências Naturais, um jornal de parede. Com o título "Sabias que?", estes trabalhos foram realizados no âmbito do tema "Catástrofes Naturais".

É um tema, infelizmente, bastante actual e para o qual devemos estar atentos, pois os seus efeitos dramáticos são muitas vezes imprevísiveis. Estão disponíveis, para leitura, os melhores trabalhos na vitrina das salas 9 e 10.

Um trabalho muito interessante e extremamente pertinente!



publicado por alves às 12:02
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010
Clube do Tobias dá vida a pinheiros mansos

Os alunos do Clube do Tobias, acompanhados pelas professoras - Aida, Elsa e Cláudia -,fizeram uma visita à ETAR. Supervisionados pelas responsáveis da Quercus e da Simlis, os estudantes começaram por assistir a uma apresentação sobre a floresta e a sua importância em termos sociais e económicos. A preservação da qualidade de água e o  tratamento dos resíduos domésticos foi o assunto dominante, tendo os alunos sido informados de que esta estação não só trata os resíduos, para posteriormente os lançar no rio, como também extrai lamas que são utilizadas no fabrico de adubos para a agricultura.

 

A visita deu-se por encerrada após a plantação de pinheiros mansos, espécie autóctone da zona.

 

Uma tarde bem passada!...



publicado por alves às 15:56
link do post | comentar | favorito

Teatro de Animação: do objecto à marioneta

No âmbito da preparação da quinta edição de AcTUA FESTA - Encontros de Teatro GPS, decorreu no dia 27 de Janeiro, no Colégio de São Mamede, o segundo momento de formação ministrado por Evaldo Barros. O tema foi "Teatro de Animação: do objecto à marioneta". Mais uma vez, os docentes integrados nos diversos projectos de teatro das escolas GPS partilharam experiências e apuraram técnicas. Sempre com grande entusiasmo.

Recorde-se que o espectáculo de AcTUA FESTA V realizar-se-á no dia 23 de Março, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria.



publicado por alves às 14:39
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010
O Auto da Barca do Inferno recriado pelo 9.º A

Um jornalista usa uma máquina do tempo para recuar até 1517 e entrevistar Gil Vicente. Depois de uma curta conversa, resolve convidá-lo para visitar Portugal, no tempo presente, e escrever um novo Auto da Barca do Inferno.

Esta peça, que constituiu um exercício de expressão dramática, no âmbito da disciplina de Oficina de Teatro, decorreu na 4.ª feira transacta. Não havia quem por ali passasse que não desse uma espreitadela! A animação era notória!

Saliente-se que os alunos do 9.º A, a par do aperfeiçoamento de competências de expressividade e comunicação, desenvolvem, desta forma, competências ao nível da escrita criativa.

Eu vi e adorei!...



publicado por alves às 16:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010
Alunos defendem os direitos das crianças

Chega de maus tratos, chega de violação, nós somos cidadãos e não queremos que seja tudo em vão!

 
Este é o refrão da música que cantaremos no Hospital Santo André às crianças internadas na pediatria. O nosso trabalho consiste em promover os direitos das crianças. Para isso, criámos varias actividades que queremos levar para junto daqueles a quem a vida nem sempre sorri!
Este trabalho foi abraçado por toda a turma no âmbito de Área de Projecto.

Raquel e Francisca (7.º C)

 

Neste trabalho, vamos falar sobre a exploração infantil no Gana. Centenas de crianças trabalham dias e dias a fio, comendo apenas e unicamente um prato de mandioca. Pois é, a exploração infantil é muito grave, mas, infelizmente, acontece não só no Gana, mas em muitos outros países! Só para terem uma noção há milhões de crianças a trabalhar sem ganhar um tostão e pior: há crianças que são utilizadas como soldados nas guerras. Todos os dias, crianças de todo o mundo são vítimas de abusos dos direitos humanos. A escolha deste tema prende-se com o facto de termos pena dessas crianças… Se ao menos pudéssemos fazer alguma coisa…

Sara Soares e Sara Pedrosa (6.º B)

Outros alunos, do 5.º ao 9.º ano de escolaridade, desenvolvem trabalhos de investigação sobre os direitos das crianças.

Lara e Inês (6.º B)

Telma e Cátia (6.º B)

Patrícia e Jéssica (6.º D)

 



publicado por alves às 13:37
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010
CDLPC estabelece protocolo com o Jornal de Leiria

Teve lugar, no dia 15 de Janeiro, no Colégio Dr. Luís Pereira da Costa, no âmbito da Academia de Comunicação, a reunião preparatória para o início dos trabalhos, efectuados em parceria com o Jornal de Leiria, e que se traduzem na realização conjunta de três suplementos. Rui Pereira, coordenador executivo do Jornal de Leiria, e Lurdes Trindade, jornalista, estiveram na nossa escola e relembraram os conceitos subjacentes à realização de uma notícia, apelando para o bom jornalismo.

No primeiro suplemento, a editar em Março, abordar-se-ão as temáticas da água e da floresta. O Ambiente, em geral, vai ser o mote para o suplemento de Junho e, em Julho, a freguesia de Monte Redondo estará sob o olhar atento dos nossos jovens, mas convictos, jornalistas.

 



publicado por alves às 17:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009
A nossa Festa de Natal

Na noite de 18 de Dezembro, o Colégio Dr. Luís Pereira da Costa preparava-se para um grande espectáculo.

Era a nossa Festa de Natal: Enaaaaa! Sortido de Natal.

 

Presenteando o público com uma magnífica composição natalícia, cerca de 160 alunos do 2.º Ciclo tocaram 11 instrumentos diferentes, resultando numa simbiose perfeita.

A concentração e a entrega ao momento pautaram estes minutos verdadeiramente comoventes.

Mais uma vez, a Casa dos Barulhos apresenta um espectáculo na verdadeira acepção da palavra. Também estes momentos foram mágicos!

 

Os actores conseguiram encarnar de uma forma extrordinária os seus papéis, desempenhado-os com uma qualidade inegável. Uma criatividade infindável e excelentes momentos de humor foram, para todos, as tónicas dominantes.

No final, a despedida contou com antigos membros da Casa dos Barulhos! Até para o ano... e Feliz Natal para todos!

(ver notícia desenvolvida em www.cdlpc.pt)



publicado por alves às 15:48
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009
O Dia da Filosofia

O Dia da Filosofia é assinalado internacionalmente na terceira quinta-feira do mês de Novembro. Na nossa escola, até final de Novembro de 2009, os docentes da disciplina propuseram aos alunos um exercício de composição escrita em que fosse explorada a hipótese de um mundo sem Filosofia.

Findo este processo, os docentes do Grupo 410 analisarão os textos produzidos pelos alunos, seleccionando extractos a afixar na sala temática (sala 26), em suporte especialmente concebido para o efeito, no início do segundo período.

Desta maneira, concede-se dilatação temporal e maior expressão a uma actividade que, de outro modo, poderia ser entendida como intervenção de um único dia - porque todos os dias podem ser vividos como oportunidades para a tarefa filosófica.
A Academia de Comunicação foi convidada a estar presente nalgumas aulas de Filosofia e constatou o quão importante é celebrar o Dia da Filosofia. Efectivamente, é "absurdo pensar num mundo sem Filosofia. É como um mundo sem crianças." (Sara Pedrosa", 6.º B)


publicado por alves às 20:14
link do post | comentar | favorito

Domingo, 6 de Dezembro de 2009
CDLPC, ao vivo, no Auto da Barca e no Memorial do Convento

Hou da barca! Houlá! Hou!
Haveis logo de partir?
ANJO E onde queres tu ir?
ONZ. Eu pera o Paraíso vou.
ANJO Pois cant’eu mui fora estou
de te levar para lá.
Essa barca que lá está
vai pera quem te enganou.
ONZ. Porquê?
ANJO Porque esse bolsão
tomará todo o navio.
ONZ. Juro a Deus que vai vazio!
ANJO Não já no teu coração.
ONZ. Lá me fica de ródão
minha fazenda e alhea.
ANJO Ó onzena, como és fea
e filha de maldição!

 

Foi no Mosteiro dos Jerónimos que os alunos do 9.º ano do Colégio Dr. Luís Pereira da Costa assistiram à dramatização do Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente.

Já os alunos do 12.º ano e a turma P3 foram a Mafra e acompanharam a dramatização do Memorial do Convento, de José Saramago.

Pretendeu-se, desta forma, motivar os alunos para as leitura integrais das obras, alargando, simultaneamente, os seus conhecimentos em outras áreas como a arquitectura, a escultura, a pintura e a história de Portugal.  

 Assim, é tudo muito mais fácil! Até José Saramago concordaria!!!...

 

 

 

 



publicado por alves às 21:51
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009
Jornalistas de palmo e meio

Sempre em cima do acontecimento, estes jovens repórteres tiram fotografias, fazem entrevistas e estão sempre presentes em todos os eventos.
 
A Lara, as Ritas, as Saras, a Carolina, o António, a Telma, a Cátia, a Inês, a Daniela, a Francisca e a Raquel são 13 rostos simpáticos, cheios de vontade de trabalhar e de informar a comunidade daquilo que melhor se faz nesta instituição de ensino.

 



publicado por alves às 17:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

A Europa "mora no CDLPC"

 A "Europa Mora Aqui” é um projecto pedagógico, promovido no âmbito de um concurso lançado pelo Centro de Informação Europeia Jacques Delors (CIEJD), enquanto Organismo Intermediário da Comissão Europeia, que pretende desafiar os alunos a tornarem-se agentes activos na sua comunidade, averiguando o que sabem as outras pessoas sobre a União Europeia e sensibilizando-as, em simultâneo, para o tema “A Europa dos Resultados".

 
Os melhores trabalhos produzidos pelos alunos, na vertente texto e fotografia, serão publicados no livro A Europa Mora Aqui,  e disponibilizados na internet (nos sites CIEJD, REPCOM, entre outros). Os trabalhos produzidos pelos alunos na vertente vídeo serão incluídos num DVD, a ser distribuído junto com o livro.
 
Os alunos envolvidos no Projecto “A Europa mora aqui” já começaram a trabalhar!
 
 
 
 


publicado por alves às 16:44
link do post | comentar | favorito

Sábado, 21 de Novembro de 2009
Homenagem

 

Hoje, o céu ficou mais iluminado, ganhou mais uma estrela.

 

Essa estrela tem um nome: Rui Pedro. Todas as pessoas conheciam este homem. Todos os que o conheciam sabiam que ele trazia sempre um sorriso nos lábios, uma palavra de ânimo e de amizade… Um excelente Homem!

 

O Colégio Dr. Luís Pereira da Costa está de LUTO, com a certeza de ter perdido um grande Homem, mas ter ganho uma linda estrela!

 

Com muita saudade, deixamos aqui a nossa amizade, o nosso respeito, a nossa eterna admiração…

 

Esteja onde estiver, descanse em paz!


                                       

                                           De alunos, professores e colegas

do Colégio Dr. Luís Pereira da Costa

                                                                                              



publicado por alves às 16:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009
Comenius deixa saudades...

           A saudade é a memória do coração.

                                       

Coelho Neto

 

"Foi a primeira vez que acolhi um aluno externo à escola e adorei a experiência!!! Conheci pessoas novas e revi amigas minhas da Madeira, quando lá fui em intercâmbio em Maio.

Simpatizámos muito uns com os outros e, o facto de ter sido tão gratificante e divertido, fez-me querer continuar a acolher alunos de todas as línguas e nacionalidades possíveis!
Aprendi que é sempre bom ter uma pessoa ao nosso lado de outro país, porque temos a oportunidade de aprender um pouco da língua e cultura deles”.
                                                                                                                          Ana Beatriz Pereira, 8.º D
 
“O melhor dia foi o último, quando fomos a Coimbra. Estivémos sempre juntos e, no autocarro, divertimo-nos bastante!!! Fiz muitos amigos como a Sara, Yasmin, Angela, Jorge, Natália, Irene, Laura… Espero que voltem…”

Luís Azinheiro, 8.º D

 

 
“First of all, thanks ever so much for making the Leiria meeting so wonderful! And at the same time CONGRATULATIONS!! as the coordinator of this meeting because it has been a great success from my point of view, everything was well organised and you have been fantastic to all of us. So thanks again for your hospitality and generosity. (…)The kids were so sad to leave Portugal, where they have made such good friends with your students and the other foreign students too, but I think they feel especially close to the Portuguese students who have been like their family these days and I'm sure they are going to miss them and they will keep in touch.”
Paloma Herrerro (spanish team)
 

 

 

 
Jorge, um aluno solidário, dedicado e empenhado, que fez tudo para que os nossos visitantes se sentissem em casa!
 
 
 
 
 
 
 
Até à próxima!

 

Luis Azinheiro, 8.º D


publicado por alves às 18:26
link do post | comentar | favorito

Repórteres do Colégio no Seminário JRA

 

Raquel Silva, Eliana Gomes e Vanessa Domingues são as três Jovens Repórteres do Colégio Dr. Luís Pereira da Costa que, no passado fim-de-semana, estiveram no Seminário Nacional JRA, em Ovar.

 

 

Conheceram gente famosa... (jornalistas do programa televisivo Biosfera)

 

 

Investigaram...

 

 

Tiraram fotografias...

 

 

Muitas fotografias...

 

 

Produziram artigos jornalísticos...

 

 

Denunciaram situações...

 

 

Fizeram amizades e...

 

Divertiram-se muito!

 

 

 

 

 

 

 



publicado por alves às 17:09
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009
E o Sonho Continua...

Projecto Comenius, 13 de Novembro de 2009

 

Eles não sabem que o sonho

é uma constante da vida

tão concreta e definida

como outra coisa qualquer.

 

 

Eles não sabem que o sonho

é vinho, é espuma, é fermento,

bichinho álacre e sedento,

de focinho pontiagudo,

que fossa através de tudo

num perpétuo movimento.

 

 

Eles não sabem que o sonho

é tela, é cor, é pincel,

base, fuste, capitel,

arco em ogiva, vitral,

pináculo de catedral,

contraponto, sinfonia.

 

 

Eles não sabem, nem sonham,

que o sonho comanda a vida,

que sempre que um homem sonha

o mundo pula e avança

como bola colorida

entre as mãos de uma criança.

 

 

(adaptado de Pedra Filosofal de António Gedeão)



publicado por alves às 11:22
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 11 de Novembro de 2009
Momentos Inesquecíveis...

 

O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis. 

 Fernando Pessoa

 

Projecto Comenius, 11 de Novembro de 2009

 

 

 

 

 

 

 



publicado por alves às 19:31
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 10 de Novembro de 2009
Colégio multicultural

Entre os dias 9 e 14 de Novembro, o Colégio Dr. Luís Pereira da Costa acolhe, no âmbito do Projecto Comenius, sete escolas europeias.

 

Estão em intercâmbio, em Reunião de Projecto, com esta instituição, cerca de 30 alunos e os seus respectivos professores, provenientes de diferentes países (Itália, Holanda, Polónia, Grécia, Turquia, Espanha e Ilha da Madeira).

 

Apesar do cansaço, os momentos de divertimento, partilha e franca camaradagem têm sido muitos.

 

Muitos, mesmo!

 

 

 

 

 

 

 

 

A Academia de Comunicação não pôde deixar de estar presente, estabelecendo contactos com os nossos visitantes, desenvolvendo entrevistas e tirando fotografias.

 

 

 

 



publicado por alves às 19:45
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 6 de Novembro de 2009
CDLPC no Festival da Banda Desenhada

 

 

 

 

No dia 04 de Novembro de 2009, os alunos dos 6.º e 7.º anos de escolaridade do Colégio Dr. Luís Pereira da Costa visitaram o 20.º Festival Internacional da Banda Desenhada da Amadora. Os alunos foram divididos em quatro grupos e acompanhados por um guia, que lhes foi explicando o significado das salas temáticas onde se encontravam expostas várias pranchas de autores, caricaturistas e ilustradores do panorama nacional e internacional.

 
 

O grupo estava visivelmente animado!

 

    

         

 

            

 

As bandas desenhadas expostas eram muito interessantes e havia pranchas para todos os gostos!!!...

 

     

 

A "malta" ocupou tudo! Foi um dia para recordar!



publicado por alves às 18:45
link do post | comentar | favorito

Nem muito simples... Nem demasiado complicado

 

Decorreu, no dia 4 de Novembro, o Teatro-Debate Nem muito simples... Nem demasiado complicado, uma peça que retratou situações problemáticas do dia-a-dia dos adolescentes. Actividade destinada aos alunos do 9.º ano de escolaridade, a peça de teatro, composta por 7 pequenas histórias relacionadas com a sexualidade, reproduzia situações quotidianas experienciadas pelos jovens.
 
A segunda parte contou com a colaboração de dois alunos que, com a ajuda dos actores, representaram um final possível para duas das histórias apresentadas.
 
 
 
               
 
 


publicado por alves às 14:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009
Em contacto com a NASA...

Este trabalho deu-nos a oportunidade de conhecer a profissão de astronauta e, tal como suspeitávamos, é fascinante! Contactámos o Dr. Joseph Wise, cuja missão é seguir uma sonda espacial que está a recolher dados de vários asteróides. Neste momento, a sonda está a orbitar 2 asteróides. Este cientista, todavia, não trabalha directamente com astronautas.

 

 
Presentemente, aguardamos para endereçar. via e-mail, algumas questões a um astronauta que se encontra na Estação Espacial Internacional (ISS) a 400 Km de altitude.
Alexandre Henriques e Miguel Silva (5.º C)
 


publicado por alves às 16:26
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009
Guns N' Roses no CDLPC

A evolução da música, ao longo dos tempos, e a sua importância desde a Pré-História, são alguns dos aspectos abordados no nosso trabalho de Área de Projecto. Os Guns N' Roses, banda de hard rock norte-americana, formada em Los Angeles, em 1985, constituem o nosso objecto de estudo. Com eles, estamos a "viajar" pelos diferentes géneros musicais.

 

 Duarte Santos e Rúdi Feliciano (7.º C)



publicado por alves às 19:24
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009
O arqueólogo na aula de Área de Projecto

Neste ano lectivo, o trabalho de Área de Projecto consiste em estudar uma profissão. O nosso grupo escolheu a de arqueólogo. Já lemos, pesquisámos e já sabemos algumas coisas interessantes sobre este ofício. Muito interessantes, mesmo! Agora que conhecemos melhor esta profissão, compreendemos que ser arqueólogo implica ser-se persistente, paciente, interessar-se pela investigação e ter um grande sentido de rigor.
Este trabalho tem-nos possibilitado aprender a pesquisar, a escolher informação, a fazer uma bibliografia, a elaborar entrevistas e a trabalhar com o computador. Em sala de aula, utilizamos o Power Point e o Word.


Ana Isabel e Inês Carreira (6.º B)



publicado por alves às 10:25
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009
Discurso de Barak Obama na abertura do ano lectivo

 

Sei que para muitos de vocês hoje é o primeiro dia de aulas, e para os que entraram para o jardim infantil, para a escola primária ou secundária, é o primeiro dia numa nova escola, por isso é compreensível que estejam um pouco nervosos. Também deve haver alguns alunos mais velhos, contentes por saberem que já só lhes falta um ano. Mas, estejam em que ano estiverem, muitos devem ter pena por as férias de Verão terem acabado e já não poderem ficar até mais tarde na cama.

Também conheço essa sensação. Quando era miúdo, a minha família viveu alguns anos na Indonésia e a minha mãe não tinha dinheiro para me mandar para a escola onde andavam os outros miúdos americanos. Foi por isso que ela decidiu dar-me ela própria umas lições extras, segunda a sexta-feira, às 4h30 da manhã.

A ideia de me levantar àquela hora não me agradava por aí além. Adormeci muitas vezes sentado à mesa da cozinha. Mas quando eu me queixava a minha mãe respondia-me: "Olha que isto para mim também não é pêra doce, meu malandro..."

Tenho consciência de que alguns de vocês ainda estão a adaptar-se ao regresso às aulas, mas hoje estou aqui porque tenho um assunto importante a discutir convosco. Quero falar convosco da vossa educação e daquilo que se espera de vocês neste novo ano escolar.

Já fiz muitos discursos sobre educação, e falei muito de responsabilidade. Falei da responsabilidade dos vossos professores de vos motivarem, de vos fazerem ter vontade de aprender. Falei da responsabilidade dos vossos pais de vos manterem no bom caminho, de se assegurarem de que vocês fazem os trabalhos de casa e não passam o dia à frente da televisão ou a jogar com a Xbox. Falei da responsabilidade do vosso governo de estabelecer padrões elevados, de apoiar os professores e os directores das escolas e de melhorar as que não estão a funcionar bem e onde os alunos não têm as oportunidades que merecem.

No entanto, a verdade é que nem os professores e os pais mais dedicados, nem as melhores escolas do mundo são capazes do que quer que seja se vocês não assumirem as vossas responsabilidades. Se vocês não forem às aulas, não prestarem atenção a esses professores, aos vossos avós e aos outros adultos e não trabalharem duramente, como terão de fazer se quiserem ser bem sucedidos.

E hoje é nesse assunto que quero concentrar-me: na responsabilidade de cada um de vocês pela sua própria educação.

Todos vocês são bons em alguma coisa. Não há nenhum que não tenha alguma coisa a dar. E é a vocês que cabe descobrir do que se trata. É essa oportunidade que a educação vos proporciona.

Talvez tenham a capacidade de ser bons escritores - suficientemente bons para escreverem livros ou artigos para jornais -, mas se não fizerem o trabalho de Inglês podem nunca vir a sabê-lo. Talvez sejam pessoas inovadoras ou inventores - quem sabe capazes de criar o próximo iPhone ou um novo medicamento ou vacina -, mas se não fizerem o projecto de Ciências podem não vir a percebê-lo. Talvez possam vir a ser mayors ou senadores, ou juízes do Supremo Tribunal, mas se não participarem nos debates dos clubes da vossa escola podem nunca vir a sabê-lo.

No entanto, escolham o que escolherem fazer com a vossa vida, garanto-vos que não será possível a não ser que estudem. Querem ser médicos, professores ou polícias? Querem ser enfermeiros, arquitectos, advogados ou militares? Para qualquer dessas carreiras é preciso ter estudos. Não podem deixar a escola e esperar arranjar um bom emprego. Têm de trabalhar, estudar, aprender para isso.

E não é só para as vossas vidas e para o vosso futuro que isto é importante. O que vocês fizerem com os vossos estudos vai decidir nada mais nada menos que o futuro do nosso país. Aquilo que aprenderem na escola agora vai decidir se enquanto país estaremos à altura dos desafios do futuro.

Vão precisar dos conhecimentos e das competências que se aprendem e desenvolvem nas ciências e na matemática para curar doenças como o cancro e a sida e para desenvolver novas tecnologias energéticas que protejam o ambiente. Vão precisar da penetração e do sentido crítico que se desenvolvem na história e nas ciências sociais para que deixe de haver pobres e sem-abrigo, para combater o crime e a discriminação e para tornar o nosso país mais justo e mais livre. Vão precisar da criatividade e do engenho que se desenvolvem em todas as disciplinas para criar novas empresas que criem novos empregos e desenvolvam a economia.

Precisamos que todos vocês desenvolvam os vossos talentos, competências e intelectos para ajudarem a resolver os nossos problemas mais difíceis. Se não o fizerem - se abandonarem a escola -, não é só a vocês mesmos que estão a abandonar, é ao vosso país.

Eu sei que não é fácil ter bons resultados na escola. Tenho consciência de que muitos têm dificuldades na vossa vida que dificultam a tarefa de se concentrarem nos estudos. Percebo isso, e sei do que estou a falar. O meu pai deixou a nossa família quando eu tinha dois anos e eu fui criado só pela minha mãe, que teve muitas vezes dificuldade em pagar as contas e nem sempre nos conseguia dar as coisas que os outros miúdos tinham. Tive muitas vezes pena de não ter um pai na minha vida. Senti-me sozinho e tive a impressão que não me adaptava, e por isso nem sempre conseguia concentrar-me nos estudos como devia. E a minha vida podia muito bem ter dado para o torto.

Mas tive sorte. Tive muitas segundas oportunidades e consegui ir para a faculdade, estudar Direito e realizar os meus sonhos. A minha mulher, a nossa primeira-dama, Michelle Obama, tem uma história parecida com a minha. Nem o pai nem a mãe dela estudaram e não eram ricos. No entanto, trabalharam muito, e ela própria trabalhou muito para poder frequentar as melhores escolas do nosso país.

Alguns de vocês podem não ter tido estas oportunidades. Talvez não haja nas vossas vidas adultos capazes de vos dar o apoio de que precisam. Quem sabe se não há alguém desempregado e o dinheiro não chega. Pode ser que vivam num bairro pouco seguro ou os vossos amigos queiram levar-vos a fazer coisas que vocês sabem que não estão bem.

Apesar de tudo isso, as circunstâncias da vossa vida - o vosso aspecto, o sítio onde nasceram, o dinheiro que têm, os problemas da vossa família - não são desculpa para não fazerem os vossos trabalhos nem para se portarem mal. Não são desculpa para responderem mal aos vossos professores, para faltarem às aulas ou para desistirem de estudar. Não são desculpa para não estudarem.

A vossa vida actual não vai determinar forçosamente aquilo que vão ser no futuro. Ninguém escreve o vosso destino por vocês. Aqui, nos Estados Unidos, somos nós que decidimos o nosso destino. Somos nós que fazemos o nosso futuro.

E é isso que os jovens como vocês fazem todos os dias em todo o país. Jovens como Jazmin Perez, de Roma, no Texas. Quando a Jazmin foi para a escola não falava inglês. Na terra dela não havia praticamente ninguém que tivesse andado na faculdade, e o mesmo acontecia com os pais dela. No entanto, ela estudou muito, teve boas notas, ganhou uma bolsa de estudos para a Universidade de Brown, e actualmente está a estudar Saúde Pública.

Estou a pensar ainda em Andoni Schultz, de Los Altos, na Califórnia, que aos três anos descobriu que tinha um tumor cerebral. Teve de fazer imensos tratamentos e operações, uma delas que lhe afectou a memória, e por isso teve de estudar muito mais - centenas de horas a mais - que os outros. No entanto, nunca perdeu nenhum ano e agora entrou na faculdade.

E também há o caso da Shantell Steve, da minha cidade, Chicago, no Illinois. Embora tenha saltado de família adoptiva para família adoptiva nos bairros mais degradados, conseguiu arranjar emprego num centro de saúde, organizou um programa para afastar os jovens dos gangues e está prestes a acabar a escola secundária com notas excelentes e a entrar para a faculdade.

A Jazmin, o Andoni e a Shantell não são diferentes de vocês. Enfrentaram dificuldades como as vossas. Mas não desistiram. Decidiram assumir a responsabilidade pelos seus estudos e esforçaram-se por alcançar objectivos. E eu espero que vocês façam o mesmo.

É por isso que hoje me dirijo a cada um de vocês para que estabeleça os seus próprios objectivos para os seus estudos, e para que faça tudo o que for preciso para os alcançar. O vosso objectivo pode ser apenas fazer os trabalhos de casa, prestar atenção às aulas ou ler todos os dias algumas páginas de um livro. Também podem decidir participar numa actividade extracurricular, ou fazer trabalho voluntário na vossa comunidade. Talvez decidam defender miúdos que são vítimas de discriminação, por serem quem são ou pelo seu aspecto, por acreditarem, como eu acredito, que todas as crianças merecem um ambiente seguro em que possam estudar. Ou pode ser que decidam cuidar de vocês mesmos para aprenderem melhor. E é nesse sentido que espero que lavem muitas vezes as mãos e que não vão às aulas se estiverem doentes, para evitarmos que haja muitas pessoas a apanhar gripe neste Outono e neste Inverno.

Mas decidam o que decidirem gostava que se empenhassem. Que trabalhassem duramente. Eu sei que muitas vezes a televisão dá a impressão que podemos ser ricos e bem-sucedidos sem termos de trabalhar - que o vosso caminho para o sucesso passa pelo rap, pelo basquetebol ou por serem estrelas de reality shows -, mas a verdade é que isso é muito pouco provável. A verdade é que o sucesso é muito difícil. Não vão gostar de todas as disciplinas nem de todos os professores. Nem todos os trabalhos vão ser úteis para a vossa vida a curto prazo. E não vão forçosamente alcançar os vossos objectivos à primeira.

No entanto, isso pouco importa. Algumas das pessoas mais bem-sucedidas do mundo são as que sofreram mais fracassos. O primeiro livro do Harry Potter, de J. K. Rowling, foi rejeitado duas vezes antes de ser publicado. Michael Jordan foi expulso da equipa de basquetebol do liceu, perdeu centenas de jogos e falhou milhares de lançamentos ao longo da sua carreira. No entanto, uma vez disse: "Falhei muitas e muitas vezes na minha vida. E foi por isso que fui bem-sucedido."

Estas pessoas alcançaram os seus objectivos porque perceberam que não podemos deixar que os nossos fracassos nos definam - temos de permitir que eles nos ensinem as suas lições. Temos de deixar que nos mostrem o que devemos fazer de maneira diferente quando voltamos a tentar. Não é por nos metermos num sarilho que somos desordeiros. Isso só quer dizer que temos de fazer um esforço maior por nos comportarmos bem. Não é por termos uma má nota que somos estúpidos. Essa nota só quer dizer que temos de estudar mais.

Ninguém nasce bom em nada. Tornamo-nos bons graças ao nosso trabalho. Não entramos para a primeira equipa da universidade a primeira vez que praticamos um desporto. Não acertamos em todas as notas a primeira vez que cantamos uma canção. Temos de praticar. O mesmo acontece com o trabalho da escola. É possível que tenham de fazer um problema de Matemática várias vezes até acertarem, ou de ler muitas vezes um texto até o perceberem, ou de fazer um esquema várias vezes antes de poderem entregá-lo.

Não tenham medo de fazer perguntas. Não tenham medo de pedir ajuda quando precisarem. Eu todos os dias o faço. Pedir ajuda não é um sinal de fraqueza, é um sinal de força. Mostra que temos coragem de admitir que não sabemos e de aprender coisas novas. Procurem um adulto em quem confiem - um pai, um avô ou um professor ou treinador - e peçam-lhe que vos ajude.

E mesmo quando estiverem em dificuldades, mesmo quando se sentirem desencorajados e vos parecer que as outras pessoas vos abandonaram - nunca desistam de vocês mesmos. Quando desistirem de vocês mesmos é do vosso país que estão a desistir.

A história da América não é a história dos que desistiram quando as coisas se tornaram difíceis. É a das pessoas que continuaram, que insistiram, que se esforçaram mais, que amavam demasiado o seu país para não darem o seu melhor.

É a história dos estudantes que há 250 anos estavam onde vocês estão agora e fizeram uma revolução e fundaram este país. É a dos estudantes que estavam onde vocês estão há 75 anos e ultrapassaram uma depressão e ganharam uma guerra mundial, lutaram pelos direitos civis e puseram um homem na Lua. É a dos estudantes que estavam onde vocês estão há 20 anos e fundaram a Google, o Twitter e o Facebook e mudaram a maneira como comunicamos uns com os outros.

Por isso hoje quero perguntar-vos qual é o contributo que pretendem fazer. Quais são os problemas que tencionam resolver? Que descobertas pretendem fazer? Quando daqui a 20 ou a 50 ou a 100 anos um presidente vier aqui falar, que vai dizer que vocês fizeram pelo vosso país?

As vossas famílias, os vossos professores e eu estamos a fazer tudo o que podemos para assegurar que vocês têm a educação de que precisam para responder a estas perguntas. Estou a trabalhar duramente para equipar as vossas salas de aulas e pagar os vossos livros, o vosso equipamento e os computadores de que vocês precisam para estudar. E por isso espero que trabalhem a sério este ano, que se esforcem o mais possível em tudo o que fizerem. Espero grandes coisas de todos vocês. Não nos desapontem. Não desapontem as vossas famílias e o vosso país. Façam-nos sentir orgulho em vocês. Tenho a certeza que são capazes.



publicado por Luís Peça às 19:09
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009
Gripe A
GRIPE A

H1N1


Plano de Contingência do Colégio

 

Todas as informações no

Microsite da Gripe A da DGS

 

Em caso de sintomas de Gripe A:

saude24



publicado por Luís Peça às 12:56
link do post | comentar | favorito

tags

todas as tags

posts recentes

Suspensão do blog

Projecto Educação para o ...

Teatro José Lúcio acolhe ...

Diário de Bordo - Viagem ...

Relato de uma viagem à Gr...

Torneio de Basquetebol en...

Alunos do 8.º ano elabora...

Clube do Tobias dá vida a...

Teatro de Animação: do ob...

O Auto da Barca do Infern...

arquivos

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

links
pesquisar
 
subscrever feeds