autores: Luís Peça, Fernando Alves, Susana Ferreira
Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008
Projecto de Jornalismo

No Projecto de Jornalismo já se «arregaçam mangas» e já «se põem mãos à obra». Há muito trabalho pela frente e a proximidade da publicação da revista de 1.º Período, leva- nos, em primeiro lugar, a fazer o levantamento das autorizações para as publicações de fotografias que, diga-se a propósito, apenas serão utilizadas nos meios de comunicação da Escola. A considerar pelo entusiasmo revelado pelos nossos jornalistas, avizinha-se um ano cheio de muita e actualizada informação.

Texto de Flobela Oliveira, coordenadora do Projecto de Jornalismo

 

 

 



publicado por Luís Peça às 11:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008
O Colégio no Forúm Ciência Viva 2008

 

 

 



publicado por alves às 23:07
link do post | comentar | favorito

Sábado, 22 de Novembro de 2008
Tão importante como pensar e fazer bem as coisas é saber comunicá-las
Este texto pode ser lido na sua totalidade no público de sexta-feira ou no blog da autora, a jornalista  Laurinda Alves.
 
«Nas escolas portuguesas os alunos não são ensinados a argumentar e a defender pontos de vista, não são treinados no debate de ideias e muito menos estimulados no improviso e na expressão oral. Não existem aulas para aprender a falar em público nem as matérias relacionadas com a comunicação são muito exploradas e é pena pois os portugueses apresentam sérias desvantagens num campo cada vez mais exigente e determinante.
 
Numa era claramente marcada pela comunicação, ter dificuldade em exprimir ideias, em alimentar um debate ou manter uma polémica com quem tem opiniões divergentes é um handicap tremendo. A diversidade de dons é e será sempre enorme e hoje em dia ganha mais quem comunicar melhor aquilo que sabe.
 
Tão importante como pensar e fazer bem as coisas é saber comunicá-las. Acontece que no sistema de ensino nacional não existem cadeiras específicas de comunicação e o resultado é que a generalidade dos portugueses não se sente confiante na expressão verbal das suas ideias e competências.
 
Passo a vida em conferências, seminários, workshops, encontros e discussões públicas sobre inúmeras questões e saio de lá quase sempre com a frustração de ver que os conferencistas nacionais são os mais chatos e os mais abstractos. Usam powerpoints palavrosos e incrivelmente densos, limitando-se a debitar em alto o que está escrito no ecran que é projectado ao lado.
 
Sempre que alguém fala para uma plateia desta forma dá um tiro no pé. A audiência não consegue acompanhar nem as palavras escritas nem as palavras ditas e, por isso, a comunicação é nula. Um desperdício em toda a linha, portanto.
 
Há os que escrevem o que querem dizer para não correrem o risco de se esquecerem ou para manterem uma coerência discursiva impecável ao longo da sua intervenção mas também estes falham muitas vezes a comunicação por uma razão simples: enquanto lêm o papel não olham para a plateia e não falam verdadeiramente com quem está presente. Até podem dizer coisas bem articuladas do ponto de vista literário mas como não adaptam o discurso às circunstâncias, não percebem para quem falam nem se detêm na eficácia daquilo que comunicam.
 
Salvo as raras e honrosas excepções dos que têm essa maravilhosa capacidade de ler um texto como quem conversa, usando um tom coloquial e um estilo simples, todos os que lêm um papel em alto tornam-se monótonos. Pior, como trouxeram as coisas escritas de casa e não fazem nada de improviso, tudo aquilo soa a ‘minuta’. Ou seja, a coisa que tanto pode ser dita aqui como repetida ali.
 
Por tudo isto e porque é nas escolas e nos liceus que estas competências devem ser adquiridas e treinadas não me canso de falar sobre a gravidade desta lacuna no nosso sistema de ensino. O que me cansa é ouvir chatos muito chatos.»


publicado por alves às 19:28
link do post | comentar | favorito

O Colégio no Jornal de Leiria

Esta semana oJornal de Leiriadedica uma página ao CDLPC.

 

 

Este número do jornal pode ser descarregadoaquiem ficheiro pdf (11,31 MB).



publicado por Luís Peça às 09:22
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008
Seminário Nacional dos Jovens Repórteres para o Ambiente

O Colégio Dr. Luís Pereira da Costa esteve presente no Seminário Nacional dos Jovens Repórteres para o Ambiente, que decorreu em Salvaterra de Magos, nos dias 14 e 15 de Novembro.


Este encontro contemplou a realização de artigos e a formação nas áreas do vídeo, da fotografia e do jornalismo.

Estiveram presentes três alunos (um deles ex-aluno) do Colégio e a Professora Mónica Gama, que foi monitora de um grupo de trabalho de professores.

 

  

 

 



publicado por Luís Peça às 17:30
link do post | comentar | favorito

Domingo, 16 de Novembro de 2008
Escola Holandesa II e Haia

O último dia na Holanda foi quarta-feira, 12 de Novembro. Este é o último post relativo a esta viagem.

Começámos às 8.30, na sala de professores da escola holandesa.

 

 

A sala de professores tem kitchnette. Aqui vemos os professores a preparar o seu almoço constituído por fatias de pão que podem ser cobertas com carne ou peixe fumados, queijo, legumes e fruta.

A escola não tem refeitório porque todos os alunos levam o seu almoço de casa. 

 

 

De seguida tivemos a última reunião de trabalho.

Os trabalhos do Projecto a realizar até Novembro de 2009 ficaram definidos. Nesse mês haverá nova reunião em Portugal, no Colégio.

Até lá haverá intercâmbios com alunos na Turquia em Fevereiro e na Madeira em Maio.

 

 

Depois fomos visitar a escola.

A primeira sala que visitamos era uma cozinha onde os alunos estavam a fazer doces de Natal chamados Speculaas.

Na Holanda é o Pai Natal (Saint Nicolas) que traz os presentes que são trocados no dia 5 de Dezembro.

 


 

Continuamos a nossa visita pelas salas. 

 

 

Os alunos holandeses também são bem-dispostos.

 

 

Visitámos a sala de Mecânica onde estavam alunas a montar kits de robots em madeira e metal.

 


 

Depois o Ginásio, no último piso da escola. A parede branca à direita é uma cortina que esconde outro espaço igual a este.

 

 

Aqui um aspecto dos computadores disponíveis para os alunos no hall do 1º piso. Na janela dois símbolos da Holanda: as bicicletas e a água.

 

 

Uma vista do átrio principal da escola.

 

 

Esta era uma aula de Inglês. As alunas trabalhavam no seu portefólio.

 

 

O edifício tinha detalhes arquitectónicos interessantes.

 


 

Um dos professores holandeses apresentou-nos a página do projecto na Internet. Ainda não está on-line. Quando estiver colocarei o endereço neste blogue.

 

 

Quando regressámos à "sala-cozinha", os alunos estavam a embalar os biscoitos de Natal para nos oferecer.

 


 

Almoçamos na escola e seguimos para Haia, a 14 km de Delft.

 

Visitámos o Madurodam, uma espécie de "Portugal dos Pequeninos" holandês onde se pode ver a Holanda em miniatura.

 

 

Tudo isto é em miniatura e as árvores são bonsai

 


 

Já anoitecia mas ainda tivemos tempo para um breve passeio pelo centro de Haia.

É uma cidade muito moderna mas com tradição.

 

 

E pronto. Depois foi fazer as malas e regressar.

 

Quero agradecer aqui aos professores holandeses que nos receberam.

De uma simpatia inexcedível, cuidaram muito bem de todos os detalhes da nossa estadia.



publicado por Luís Peça às 23:43
link do post | comentar | favorito

Sábado, 15 de Novembro de 2008
Delft Blue e Vermeer

Continuo a apresentar a viagem que eu e as professoras Paula Cardoso e Conceição Trindade fizemos à Holanda no âmbito do nossoProjecto Comenius chamado "Responsible Citizenship".

 

No dia 11 de Novembro, terça-feira, fomos conhecer Delft. 

 

Delft Blue é um nome que está ligado à porcelana tradicional de Delft, chamada "Real Porcelana de Delft".

Fomos visitar a fábrica.

 

 

 Os azulejos são fantásticos e mundialmente conhecidos.

 

 

A fábrica tem um museu onde também estão artistas a trabalhar ao vivo.

 

 

Este painel de azulejos reproduz o mais famoso quadro de Rembrandt, a "Ronda Nocturna".

Vejam a professora Paula e imaginem o tamanho do painel.

 

 

Pudemos visitar a fábrica.

 

 

Ver os fornos.

 

 

Os operários. Ou melhor, os artistas.

 

 

E no fim fomos à loja da fábrica. O número ao pé do pote é mesmo o preço. E é mesmo em Euros.

 

 

De seguida um passeio a pé. A chuva constante da Holanda parou um pouco e pudemos desfrutar.

 

Aqui vemos uma casa holandesa antiga.

 

 

E aqui a bonita entrada de uma casa actual.

 

 

Fomos passeando pelos canais. Nesta vista, ao fundo vemos a Igreja Antiga de Delft onde são sepultados os membros da família real holandesa.

O pintor Vermeer também lá está.

 

 

Já era hora de almoço e os professores holandeses ofereceram-nos um típico almoço neste café.

 

 

Já tinha aqui escrito anteriormente que os almoços na Holanda se resumem a sandes.

Mas podem ser bem sofisticadas.

 

 

Desta vez foram acompanhadas com cerveja artesanal, de Delft.

 

 

Continuando a passear por Delft, passámos por uma casa antiga de uma família de mercadores endinheirados.

 

 

Sempre com a cidade cheia de bicicletas. Achei piada a esta.

Quem chegou nela foi uma mãe e um filho com uns 10 anos. Iam à livraria.

 

 

 

Depois pudemos visitar o Vermeer Centrum Delft

 

 

Johannes Vermeer é um dos mais famosos pintores holandeses que nasceu, viveu e morreu em Delft.

É incrível como a luz nos seus quadros estava tão próxima daquela que podemos apreciar na fotografia moderna, tendo ele pintado no Sec. XVII.

Um dos quadros mais apreciados dele é "A Rapariga com Brinco de Pérola", de 1665.

  

Foto retirada da Wikipédia

 

No  Vermeer Centrum Delft  pudemos fazer uma brincadeira com o quadro "Senhora Escrevendo Uma Carta Com a Sua Criada".

Reconhecem alguém na foto da esquerda?

 

 

Já anoitecia mas ainda visitamos a praça principal de Delft, logo ali ao lado.

Aqui vemos a nova Igreja de Delft.

 

 

Algumas casas com lojas.

 

 

E claro, como em qualquer lugar de interesse turístico, lojas de souvenirs.

Ao fundo vemos a Câmara Municipal.

 

 

E de Delft é tudo. Este fim-de-semana farei um último post sobre esta viagem.

No dia seguinte, 13 de Novembro, voltámos à escola holandesa e visitámos Haia, a cidade do Parlamento Holandês e do Tribunal Internacional de Justiça.

 



publicado por Luís Peça às 00:39
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008
Escola, Cidadania e Responsabilidade dos Pais

Este é o tema da Escola de Pais de Dezembro.

O Professor José Manuel Canavarro vem ao nosso colégio conversar com os Pais e dar-lhes algumas dicas para se envolverem de forma mais adequada e eficiente no trabalho dos seus filhos na Escola.

Escola de Pais de Dezembro

Local: Colégio Dr. Luís Pereira da Costa

Data: 3 de Dezembro de 2008 (quarta-feira)

Hora: 21H00



publicado por alves às 23:03
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 11 de Novembro de 2008
Escola holandesa, uvas e tomates.

Ontem, segunda-feira, começamos o dia na Lentiz Dalton Mavo, escola holandesa coordenadora do nosso Projecto Comenius.

 

 

O edifício é novo. Foi inaugurado em Setembro.

Na foto seguinte vemos o intervalo da manhã dos alunos.

 

 

Fomos recebidos pelo Director da escola.

 

 

E depois uma reunião de trabalho para definir todas as actividades deste projecto de dois anos, com oito escolas de sete países.

 

 

Depois, a "foto de família" obrigatória numa cimeira internacional.

 

 

O almoço foi uma sandes e um copo de leite (azedo). É este o almoço normal dos holandeses.

 

À tarde fomos ver uvas e tomates.

 

Começámos pelo De Westlandse Druif.

Trata-se da cultura de uvas de mesa em estufas. Esta cultura foi abandonada na Holanda devido ao preço final das uvas (11 €/kg). Uma fundação mantém esta estufa para preservar uma tradição com 250 anos.

 

 

Pudemos mesmo provar e eram muito boas.

 

 

A seguir fomos visitar uma estufa de produçao de tomates, o Tomato World.

 

Todos achamos que na Holanda se produzem muitas flores mas nestas estufas são produzidos essencialmente frutos como o tomate, o pimento e os pepinos.

 

 

No Tomato World são produzidas cerca de 50 variedades de tomates.

Vejam algumas que pudemos provar.

 

 

Para entrarmos na estufa obrigaram-nos a colocar todo este equipamento.

 

 

Aqui todos os detalhes são cuidados.  O desenvolvimento tecnologico destas estufas é impressionante.

Deixo uma sequência de fotos.

 

 

 

 

 

 

 

Eram cinco da tarde e o dia estava feito. Até amanhã.



publicado por Luís Peça às 08:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 9 de Novembro de 2008
Amesterdão

Hoje fomos a Amesterdão.

Fica a cerca de 50 km de Delft.

 

Apanhámos o comboio, rápido e confortável.

 

 

A cidade é muito bonita, com muitos canais.

 

 

E claro, com muitas bicicletas.

 

 

Há mesmo táxis que são bicicletas hi-tech.

 

 

Depois visitamos um mercado de flores e bolbos, a especialidade da Holanda.

 

 

Outro aspecto fascinante da cidade é a arquitectura.

 

 

As socas de madeira são um souvenir muito vendido.

 

 

À tarde fomos ver os quadros do famoso pintor Rembrandt, no também famoso Rijks Museum. Claro que lá dentro não pude tirar nenhuma fotografia.

 

 

De volta a Delft, tivemos o primeiro encontro entre escolas.

Todos se apresentaram e descreveram a sua escola.

Foi muito interessante ver portugueses, holandeses, espanhóis, italianos, polacos, gregos e turcos em amena mas entusiasmada conversa.

 

 

Os professores holandeses mostraram-nos um pouco da sua terra através de algumas iguarias como salmão e enguia fumada.

 

 

Até amanhã.



publicado por Luís Peça às 22:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Milhares de bibicletas

Chegámos ontem à noite.

Primeira impressão: em Delft há milhares de bicicletas.

Todas as ruas têm faixas para elas. Julgo que será assim por toda a Holanda.

 

As fotos não são as melhores. Mas vou voltar ao tema.

 

 



publicado por Luís Peça às 06:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 7 de Novembro de 2008
O Colégio em Delft, Holanda

Eu e as professoras Paula Cardoso e Conceição Trindade vamos estar em Delft, na Holanda, a preparar a nossa participação no Projecto Comenius chamado "Responsible Citizenship".

 

Foto disponível no Stock.xchng 

 

Deixo aqui o longo programa da visita, tal como a escola anfitriã o enviou.

  

Comenius Project                                       

Programme 9-10-11-12 November 2008

 

Sunday 9 November

 

20.00 pm - Welcome meeting and short  introductions at  Hotel Coen

 

Monday 10 November

 

08.30 am - Pick up at Hotel Coen.

09.00 am - Reception at Lentiz Dalton MAVO.

12.00 am - Lunch at school.

13.30 pm - Visit ‘De Westlandse Druif’ Monster (www.westlandsedruif.nl).

14.30 pm - Coffee/Tea break

15.00 pm - Visit ‘Tomato World’ Honselersdijk (www.tomatoworld.nl)

16.00 pm - Back at Hotel

19.00 pm - Meeting at Hotel reception. Dinner at ‘de Kurk’ Delft

 

Tuesday 11 November

 

11.00 am - Cultural programme in Delft.

16.00 pm - Return to Hotel

19.00 pm - Meeting at Hotel reception. Dinner in Delft.

  

Wednesday 12 November

 

08.30 am - Pick up at Hotel

09.00 am - Meeting at Lentiz Dalton MAVO.    Final agreement

11.00 am - A tour throughout the school

12.30 am- Lunch at school

13.30 am - Saying goodbye and return to Hotel

 



publicado por Luís Peça às 16:01
link do post | comentar | favorito

os 10 mais lidos em outubro

O Livro das Receitas Malucas é um livro com muito humor. Há receitas normais e receitas malucas...

Livros mais requisitados no mês de Outubro
1 O Livro das Receitas Malucas, José Jorge Letria
2 Uma Argola no Umbigo, Alexandre Honrado
3 As Aventuras do Menino NicolauSempé-Goscinny
Arrepios: A Face do TerrorR.L. STINE
A Máquina de Fazer PalavrasJosé Vaz
6 A Vassoura MágicaLuísa Ducla Soares                     
7 A Menina do MarSophia de Mello Breyner Andresen
8 Quatro Amigas e um Par de Calça, Ann Brashares
A Fada ArianaSophia de Mello Breyner Andresen
10 Os Mais Belos Contos, Grimm de Albert Ludewig Grimm


publicado por alves às 11:27
link do post | comentar | favorito

costwatch

Neste dia de Novembro, com chuva e frio, realizou-se a actividade costwatch.

 



publicado por alves às 10:38
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008
os 10 mais lidos em setembro

A Vassoura Mágica foi o livro mais requisitado na biblioteca do colégio no mês de Setembro e conta a história de uma vassoura que não era como as outras, pois era mágica.

Apresentamos a lista dos 10 mais requisitados em Setembro:

1 A Vassoura Mágica, Luísa Ducla Soares

2 Uma Aventura em Macau, Ana Maria Magalhães

3 Uma Aventura na Falésia, Ana Maria Magalhães

4 Uma Aventura na Serra da Estrela, Ana Maria Magalhães

5 Uma Aventura no Algarve, Ana Maria Magalhães

6 Uma Aventura na Noite das Bruxas, Ana Maria Magalhães

7 Uma Aventura no Porta, Ana Maria Magalhães

8 Arrepios: O Fantasma Decapitado, R.L. STINE

9 Arrepios: A Praia Assombrada, R.L. STINE

10 As Confissões de Uma Adolescente, Camilla Gibb

 



publicado por alves às 11:09
link do post | comentar | favorito

tags

todas as tags

posts recentes

Suspensão do blog

Projecto Educação para o ...

Teatro José Lúcio acolhe ...

Diário de Bordo - Viagem ...

Relato de uma viagem à Gr...

Torneio de Basquetebol en...

Alunos do 8.º ano elabora...

Clube do Tobias dá vida a...

Teatro de Animação: do ob...

O Auto da Barca do Infern...

arquivos

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

links
pesquisar
 
subscrever feeds