autores: Luís Peça, Fernando Alves, Susana Ferreira
Sexta-feira, 27 de Fevereiro de 2009
Campeonato de Língua Portuguesa (+ Português) GPS

Hoje também de realizou o Campeonato de Língua Portuguesa (+Português) da GPS, organizado pelo Instituto de Almalaguês.

 

A nossa equipa teve um desempenho notável, tendo estado presente em duas finais em três possíveis:

  

 

A Inês, a Micaela e o Duarte, no foto em baixo, venceram a final do 2º Ciclo.

O Tiago, a Cátia e a Maria Inês ficaram em 2º lugar no 3º Ciclo mas eu estava no júri e sei que eles perderam o primeiro lugar por muito, muito pouco.

Parabéns a todos!

 



publicado por Luís Peça às 18:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

II Campeonato de Jogos Matemáticos da GPS

 

Acontece hoje em Almalaguês, organizado pelo Colégio Rainha D. Leonor.

 

  

A equipa do CDLPC à chegada.

 

 

A sala pronta.

 

 

E os jogos.

 

 

 

 

Hoje também há o Campeonato de Língua Portuguesa da GPS. Vou dar notícias mais tarde.

 



publicado por Luís Peça às 11:16
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009
Mundo Brilhante

A "Mundo Brilhante - Actividades Lúdico Pedagógicas e Sensibilização" esteve no nosso Colégio na semana passada. Eles gostaram muito de estar connosco e colocarem no seu blog, disponível aqui, o post que transcrevo a seguir.

 

Esta actividade foi dinamizada no âmbito da disciplina de Língua Portuguesa.

 


 

O Mundo Brilhante é um Projecto que não faz publicidade. Vivemos do "passa palavra" dos Professores e das cartas informativas que enviamos para as Escolas.

 

Somos um Projecto com cerca de 8 anos. Já fomos parceiros de quase 2000 escolas, mantemos a confiança de várias Câmaras Municipais desde Lagos a Cantanhede, passando por ALcobaça ou Seixal. Somos democráticos e vamos a todo o país. Não pedimos cunhas nem damos graxa. O olhar brilhante dos participantes das nossas sessões é o nosso maior trunfo. Somos profissionais e, já agora, licenciados.

Porqué que dizemos isto tudo?

PORQUE FICAMOS MUITO ORGULHOSOS DE ESTABELECIMENTOS EDUCATIVOS COMO O Colégio Dr. Luís Pereira da Costa EM LEIRIA.

FOMOS MUITO BEM TRATADOS, FOMOS MUITO BEM ACOMPANHADOS. PRINCIPALMENTE A TODAS AS PROFESSORAS QUE NOS AJUDARAM, O NOSSO PROFUNDO AGRADECIMENTO. ESSES ALUNOS TÊM EXCELENTES PROFESSORAS/EXCELENTES SERES HUMANOS.

 

FORÇA !



publicado por Luís Peça às 16:02
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2009
Academia Europeia na Turquia (III)

Post enviado de Bursa, na Turquia, pela professora Paula Cardoso.


Último dia em Bursa... amanhã, Sábado, regressamos... :(
Ficam aqui algumas fotos da escola turca e dos nossos alunos na apresentação do Projecto Comenius "Responsable citizenship".
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Hoje fomos  visitar uma fábrica de bombons feitos de castanhas... hum... que delícia!!!

 

 

 



publicado por Luís Peça às 22:47
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Projecto Rios

O Rafael, a Andreia, a Micaela e a Rita são miúdos giríssimos do 6.º B e participam no Projecto Rios.

Querem comprar kits para controlar o troço de rio que vão adoptar e, em véspera de dia de namorados, estão a vender fios, pulseiras e anéis que eles próprios fizeram.



publicado por alves às 17:26
link do post | comentar | favorito

Novidades da Biblioteca

«Há quem me chame
grande continente azul
e eu gosto deste nome,
porque é bonito
e porque gosto do azul
que é a minha cor preferida.
Azul de água e de vento
de brisa e de espuma;
azul do céu de junho
reflectido nas escamas de prata dos peixes voadores.»



publicado por alves às 17:07
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009
Academia Europeia na Turquia (II)

Post enviado de Bursa, na Turquia, pela professora Paula Cardoso.


Continuando a nossa viagem pela Turquia foi tempo de conhecer Bursa e conviver com os professores das outras escolas. Os nossos alunos são os mais novinhos de todos. Todos os acham uns corajosos e lhes deram os parabéns pela adaptação...
Em Bursa o que mais nos encantou foi o mercado da fruta... os portugueses tem muito que aprender na apresentação.
Ah... e nas lojas ou restaurantes não há mulheres, nem nos mercados... são os homens que cozinham, que vendem e organizam tudo... e esta?

 

 

 

 

 

 



publicado por Luís Peça às 21:22
link do post | comentar | favorito

Os 10 mais lidos em Janeiro

 
1.º Os mais belos contos de Grimm, Irmãos Grimm 

Os dois volumes que compõem esta obra oferecem-nos 17 contos numa tradução que respeita o original. “O Capuchinho Vermelho”, com o final feliz, ou “A Branca de Neve e os Sete Anões”, com o terrível castigo da madrasta, estão aqui presentes na sua autenticidade; mas também vamos encontrar “O Lobo e os Sete Cabritinhos”, um dos mais conhecidos contos de aviso. A força salvadora do amor fraterno surge em “Irmão e Irmã” e “Hänsel e Gretel”, mas também a paixão que leva ao casamento, superando todas as dificuldades provindas da magia do Mal, visível em “Rapunzel”, “O Príncipe Sapo”, “Rosa Branca e Rosa Vermelha”, “Jorinda e Joringuel”. Contos que nos falam de coragem e solidariedade, como “Os Músicos de Bremen”, fazem parte desta colectânea.


2. º O Cavaleiro da Dinamarca, Sophia de Mello Breyner Andersen
3. º Histórias da terra e do mar, Sophia de Mello Breyner Andersen
4. º Fábulas de la Fontaine, La Fontaine
5. º A casa das bengalas, António Mota
6. º 365 Melhores fábulas
7. º Equador, Miguel de Sousa Tavares
8. º Uma aventura no Carnaval, Ana Maria Magalhães
9. º A Pérola, John Steinbeck
10. º Uma argola no umbigo,
Alexandre Honrado

 



publicado por alves às 10:18
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009
Academia Europeia na Turquia

 Post enviado de Bursa, na Turquia, pela professora Paula Cardoso.


A nossa viagem começou com grande expectativa: íamos a um país que abarcava dois continentes, Europeu e Asiático.

 
Logo na chegada ao nosso hotel em Istambul deparámo-nos com uma simpatia que iria ser constante nos seguintes dias. Concluímos que devem ser dos povos mais simpáticos e prestáveis da Europa.
 
Aqui temos a rua do nosso hotel, em Sultanamet, ou seja, a parte mais antiga da cidade. E depois outra simpatia da Turquia: os gatos. Na rua não há cães, há gatos e todos muito bem cuidados e queridos para os turistas… J
 
 
 
 
  
Nas nossas refeições típicas não podia faltar o Kebab ou espetadas de carneiro e romãs ou marmelos… é verdade, são das frutas que eles mais apreciam para sobremesa… e não só: vejam a fotografia da cabine de sumos de fruta! Além de laranjas tem romãs para fazer sumo… muito bom mesmo!
 
 
 
 
 
 Os monumentos em Istambul são de uma grandiosidade indescritível como a Basílica de Santa Sofia e a Mesquita Azul:
 
 
 
 
Em Istambul visitámos ainda o Palácio do Sultão (onde o último viveu com as suas 4 mulheres oficiais e mais umas centenas concubinas… :S) De barco pelo mar Mármara pudemos observar as casas mais caras e os palácios mais ricos de Istambul oriental e ocidental… Passámos a ponte de Bósforo e pusemos pela 1ª vez o pé na Ásia… J Todos dissemos que o nosso Colégio já era mais internacional do que Europeu… eheh
 
 
 
 
 
 
E quem disse que Portugal tem boa fruta? Observem só isto…
 
 
 


publicado por Luís Peça às 23:48
editado por alves em 17/03/2009 às 17:15
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009
Visão Júnior: Iniciativa Quadro com História

 Artigo retirado do site da Visão Júnior:

 

Estes são os meninos do 6.º B do Colégio Dr. Luís Pereira da Costa, em Monte Redondo

  

O primeiro texto
 
Versa sobre o «Tórrido Silêncio do teu Corpo» de Antonio Palolo e foi escrito pelo 6.º B, Colégio Dr. Luís Pereira da Costa, em Monte Redondo, turma coordenada pela Profª Mónica Gama.
 
13 Jan. 2009
 
«Tórrido Silêncio do teu Corpo» de António Palolo
 
São três da manhã e no quarto da Maria tudo dorme. Tudo, menos o Senhor Sistema Respiratório. Com uma tosse indescritível, o Senhor Sistema Respiratório resmunga:
- Maldita fábrica! Maldito fumo!

Sua tosse era tanta que, pouco a pouco, todos acordavam. O Pato-Peixe, o Pinguim, o Menino-Foguetão e a Maria.
- Esta fábrica - interrompeu o Pato-Peixe - dá-lhe cabo dos pulmões.

Maria, a personagem principal da história que vos estamos a contar, residia perto de uma fábrica, a Redondo Poluição.
- Pronto! Já que estou acordada, vou fazer uma pesquisa. Tenho de me informar sobre a doença do Senhor Respiratório. – decidiu a Maria.
- Atchim! Atchim! Atchim! Ai, a minha vida! – disse, pesaroso, o Senhor Respiratório. - Não há meio de me livrar deste ar poluído.
- Calma! Vou ligar a “internet”. Já está. Vou ao “Google” e grafo “doenças respiratórias”.

O Menino-Foguetão, muito interessado, pergunta:
- O que é que encontraste?
- Más notícias: há 14 tipos diferentes de doenças respiratórias. Olha, está aqui a tosse. Segundo parece, “é um meio que o organismo utiliza para limpar o aparelho respiratório”. Refere, aqui, que se deve evitar o fumo.
- Evitar o fumo? – pergunta, com ironia, o Senhor Respiratório.
- Chiu! Deixa-me continuar. A rinite “é caracterizada por espirros, coceira e nariz entupido”. “A crise pode ser causada por poeira, pólen e ? fumo”.
- Pois, a mim – disse, de forma pausada, o pinguim -, parece-me que não é só o Senhor Respiratório que está a sofrer com a poluição da fábrica. Vejam o nosso rio. Onde estão as suas águas transparentes como o vidro?

A Maria, que estava perplexa com toda a situação, diz de forma decidida:
- Vamos falar com o dono da fábrica: António Palolo.
[Caros leitores, o dono da fábrica é, nem mais nem menos, que o autor do nosso quadro. O tal da Visão Júnior!]
- Será que o primo do Senhor Respiratório, o Senhor Circulatório, também está doente por esta razão? - indagou o Pato-Peixe.

Sem pensar mais, dirigiram-se à fábrica Redondo Poluição e pediram para falar com o Senhor Palolo.
- Senhor Palolo – começou a Maria -, o nosso amigo Sistema Respiratório está muito doente. Tem alergias. O seu primo, Sistema Circulatório, também se encontra afectado com a mesma situação.
- Mas que situação? – interrompeu bruscamente Palolo.
- Mas, ainda pergunta? A sua fábrica polui a vila toda com o fumo! – falou, muito indignada, a Maria.
- A Redondo Poluição está a dar cabo dos pulmões ao Senhor Respiratório. – concluiu o Pinguim.
- O que querem que faça? – questionou Palolo. – Não percebem que o que eu quero é desenvolver esta vila? Quem é que dá emprego a mais de 25 trabalhadores? Quem é que sustenta as famílias?
- Mude de lugar, ou seja, retire a sua fábrica desta zona. Porque a poluição da vila tem que ver com a fábrica. – disse o Menino-Foguetão.
- Mas isto não é assim! E além de mais, eu sou um homem de negócios. – argumentou Palolo.

A Maria já estava a ficar farta daquela conversa e, por mais que desse voltas à sua cabeça, não lhe vinha nenhuma ideia.
Com paciência, voltou à carga:
- Senhor Palolo, deve haver uma solução! Uma forma de continuar a ter lucros e a empregar pessoas. A vila deverá continuar a desenvolver-se economicamente sem prejuízo para a Saúde e para o Planeta.
- A fábrica já está em funcionamento há muito tempo?- balbuciou Palolo. – Há dezenas de pessoas que necessitam desta fábrica para viverem.

A Maria sentiu, naquele momento, que Palolo estava a querer ajudar, mas não sabia como. De repente, gritou:
- Já sei! JÁ SEI! Podia fazer deste espaço algo semelhante à Companhia das Lezírias! Não conhece? A Companhia das Lezírias é a maior exploração agro-pecuária e florestal existente em Portugal.
- Conta, conta mais. - pediu, muito interessado Palolo.
- Então, o senhor podia fazer aqui uma área de pastagens/forragens, cultivar arroz; plantar sobreiros, pinheiros e eucaliptos. Fazer deste espaço o habitat de algumas espécies de animais!
- Mas será que é possível? – questionou o Menino-Foguetão.
- Não sei. – respondeu Maria – No entanto, se estivermos atentos ao que a Natureza nos pode oferecer, contribuindo para um desenvolvimento sustentável, ajudamos o Planeta e, claro, solucionamos o problema do Senhor Sistema Respiratório.
- Maria e amigos! – disse solenemente Palolo – Eu prometo-vos que vou agir de forma consciente e, a partir de agora, o Ambiente será sempre alvo da minha preocupação.

E assim, os amigos voltaram para casa, felizes e confiantes. Tudo mudou naquela vila! Quanto ao Senhor Sistema Respiratório, esse passava a vida a inspirar e expirar. Dizia ele que «temos de aproveitar o ar puro!»

 



publicado por Luís Peça às 11:46
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009
O Região de Leiria no CDLPC

Artigo publicado no Região de Leiria de 6 de Fevereiro de 2009.

 

 

João Carreira, director executivo do jornal “Região de Leiria”, esteve na passada sexta-feira, no Colégio Dr. Luís Pereira da Costa. Subordinada à temática “Educação para os Media”, esta acção, dirigida a alunos do 6.º ano de escolaridade, contemplou matérias como o bom e o mau jornalismo, as qualidades de um bom jornalista e as técnicas para redigir um artigo interessante e objectivo.
A turma envolvida realiza artigos para o jornal escolar, colaborando, também, com o Departamento das Relações Públicas, na redacção de notícias para os media locais regionais.
Este trabalho interdisciplinar, desenvolvido em Área de Projecto, é articulando com a disciplina de Língua Portuguesa e com a Academia de Jornalismo.
A possibilidade de estar com um jornalista do Região de Leiria permitiu aperfeiçoar o trabalho dos alunos, aguçando-lhes a curiosidade e o gosto pela escrita jornalística.


6.º B


publicado por Luís Peça às 17:55
link do post | comentar | favorito

Gastronomia Molecular

Somos a Liliana e o Tiago, alunos da turma B do 12.º Ano e na disciplina de Área de Projecto estamos a desenvolver um projecto de Gastronomia Molecular.

 

 

Paulina Mata afirma:
Em poucas palavras podemos dizer que a Gastronomia Molecular é a ciência que estuda os fenómenos físicos e químicos que têm lugar quando se cozinha.

Paulina Mata é professora na Universidade de Nova Lisboa. É a grande fundadora e divulgadora da gastronomia molecular em Portugal.



publicado por Luís Peça às 11:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2009
O Sétimo Selo, José Rodrigues dos Santos, Edições Gradiva

Art’Online é da responsabilidade de alunos do 10º.D, em colaboração com a revista do CDLPC, sob a coordenação da Directora de Turma Elisa Nazário.


                                 

  Pessoalmente, acho que O Sétimo Selo é uma obra muito interessante, pois retrata o mundo em que vivemos com informação histórica, técnica e científica actualizada, numa perspectiva crítica e intervencionista, permitindo-nos conhecer melhor o mundo que nos rodeia, pois nele podemos viajar por vários países e descobrir o que há de chocante no mundo dos negócios.

  Com este livro consegui perceber que as pessoas, muitas vezes, estão reduzidas à sua ignorância, pois não conhecem a origem de muitos conflitos sociais e assassínios misteriosos, muitas vezes causados para justificar os fins do capitalismo. Quando me refiro a capitalismo estou-me a reportar ao maior negócio do mundo: o negócio do petróleo. Este movimenta o mundo, envolve milhões e milhões de euros, cria guerras entre países, emprega directa e indirectamente milhões de pessoas e muitas outras não têm noção da grandeza deste negócio. Este livro tenta explicar-nos que se o petróleo acabasse o mundo parava.

  Com a poluição que o petróleo provoca, muitos ambientalistas juntamente com cientistas, tentam arranjar energias alternativas, mas estas energias colidem com os interesses dos capitalistas do petróleo – ganhar dinheiro. Assim, o petróleo pode dar origem à terceira guerra mundial em poucos anos, pois este negócio está a esgotar as suas reservas e com o desenvolvimento de grandes países como a China e a Índia, é muito mais fácil chegar ao limite das reservas petrolíferas.

  Esta obra mostra-nos a importância do petróleo nas nossas vidas e a rápida aproximação do apocalipse.

  Acho fascinante como o autor consegue explicar, de modo tão emocionante e pormenorizado, a tristeza, a alegria, o pânico, a tragédia, o choque… parecendo que estamos a ver um filme na nossa cabeça. São estes livros que nos entusiasmam a ler mais e mais. Também acho fascinante o cuidado que José Rodrigues dos Santos tem quando explica os assuntos mais difíceis de perceber e espantosas as descrições que nos permite ler. A verdade é que este livro me transportou para uma dimensão que não era a minha. Uma dimensão assustadora mas realista.

  Adorei ler este livro, não só pelo conhecimento que adquiri mas também pelo prazer que me proporcionou. Aconselho-o a todas as pessoas que queiram aprender um pouco mais sobre o mundo que nos rodeia.

 

Todos temos um sétimo selo para quebrar, um destino à nossa espera, um apocalipse no fim da linha. Por mais êxitos que somemos, por mais triunfos que alcancemos, por mais conquistas que façamos, para a última estação está-nos sempre reservada uma derrota. Se tivermos sorte e nos esforçarmos por isso, a vida até pode correr bem e ser uma incrível sucessão de momentos felizes”.

 

Alina Rolo, 10º.D



publicado por Luís Peça às 17:30
link do post | comentar | favorito

tags

todas as tags

posts recentes

Suspensão do blog

Projecto Educação para o ...

Teatro José Lúcio acolhe ...

Diário de Bordo - Viagem ...

Relato de uma viagem à Gr...

Torneio de Basquetebol en...

Alunos do 8.º ano elabora...

Clube do Tobias dá vida a...

Teatro de Animação: do ob...

O Auto da Barca do Infern...

arquivos

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

links
pesquisar
 
subscrever feeds
Verandah
Verandah